Movimento Guardiães do Amanhã

História do Projeto

Um dos maiores desafios que nossos tempos apresentam é disseminar uma Cultura de Paz onde homens e mulheres percebam-se como seres em evolução dentro de uma grande família planetária e cósmica. O futuro das próximas gerações depende, cada vez mais, do grau de consciência que (não) se manifesta hoje. Para que seja possível dissolver a ilusão da separatividade que fundamenta o modus vivendi principalmente ocidental e moderno e proporcionar a emergência de vínculos mais fraternos entre todos os seres, faz-se necessário reconhecer a interdependência e a inter-relação que permeiam todos os reinos e todos os processos vitais.

Esta nova consciência expressar-se-á numa visão de mundo onde a ecologia profunda será uma práxis cotidiana e, quando isto acontecer, a Profecia do Arco-Íris (Navajos) ter-se-á cumprido.

Neste momento tão crítico de nossa jornada onde a Vida se vê ameaçada constantemente, dentro e fora de nós, o Projeto Guardiães do Amanhã surge como uma resposta consciente a este apelo planetário que se faz ouvir.

É um projeto adulto que, desde 1993, vem sendo tecido por Mauro Pozatti e Lúcia D.Torres a partir da participação em trabalhos liderados por Craig Gibsone e May East (Findhorn/ Escócia), que abrangeram Seminários na Unipaz e na Unipaz-Sul, além de muitos trabalhos com Círculos de Homens e de Mulheres, envolvendo conselhos, ritos de passagem e de iniciação. Craig e May têm um extenso trabalho internacional e em sua comunidade escocesa, coordenando vários grupos de homens e de mulheres, e são facilitadores da Unipaz.

Mauro criou os grupos “Guerreiros do Coração” (nome retirado de uma entrevista de Craig à revista Thot/93) – cujo propósito é integrar homens na busca de sua masculinidade, utilizando o trabalho em grupo e culminando com um workshop ritualístico ao final de 08 encontros – e “Conselho de Homens” – formado por homens que queriam reunir-se para debaterem assuntos atuais que envolvessem a mudança de paradigma e a nova masculinidade.

Lúcia criou os grupos “Tenda da Terra”, uma iniciação à nova feminilidade onde os vários papéis femininos são repensados e redirecionados, culminando num final de semana ritualístico ao final de 09 encontros. Entretanto, o primeiro círculo que surgiu foi o “Círculo Feminino Tenda da Lua”, formado por mulheres que, durante quatro anos, se reuniram nas Luas Novas. O grupo cresceu e foi necessário mudar o formato dos encontros. O propósito e o compromisso destes círculos envolvem não só o aperfeiçoamento pessoal como também o serviço planetário, celebrando os ciclos femininos e os ciclos da natureza, tecendo um futuro harmonioso com pais, homens, irmãos e filhos.

Em virtude da relevância dos objetivos e do alcance destas atividades para o futuro da humanidade e do planeta, o Conselho de Mulheres Tendas e Clãs do Sul e o Conselho de Homens decidiram ampliar suas atividades e, juntos com a UNIPAZ-SUL, criar o Projeto Guardiães do Amanhã, cujo objetivo maior é promover a integração das energias masculino e feminina dentro de homens e mulheres, em diferentes idades, buscando a harmonização de Ser consigo mesmo, com os outros, com o planeta e com o universo. Acreditamos que, assim harmonizados, homens e mulheres podem tornar-se Guardiães do Amanhã, permitindo um futuro possível para si mesmos e para os que virão.

ATIVIDADES

Atualmente, o Movimento Guardiães do Amanhã é composto por diferentes grupos :

Círculos e clãs femininos

(atuando em todos os estados da região sul do país):

Tenda da Terra – grupos femininos, teórico-vivenciais, com duração de 09 meses;

Tenda da Lua – uma jornada de aproximadamente dois anos, onde as participantes revisitam toda a sua trajetória existencial feminina;

* Projeto Maternidade Consciente – Clã 09 Luas – dirigido às gestantes;

Clã da Primavera Sagrada – dirigido às meninas de 09 a 12 anos e de 13 a 16 anos;

Clã da Tartaruga – dirigido às mulheres em fase de climatério e menopausa;

Clã das Fadas Tecelãs – uma oportunidade para resgatar as artes femininas através de diferentes formas de tecer;

* Clã dos Ritmos da Terra – uma oportunidade para resgatar o poder pessoal, reencontrando a energia corporal através das cantigas e ritmos da cultura popular brasileira;

* Clã dos Caminhos Sagrados (exclusivo para egressas da Tenda da Terra) – uma oportunidade para o reconhecimento da sacralidade de todos os caminhos escolhidos, sejam eles quais forem.

Encontros ritualísticos envolvendo a menarca, a gestação, o parto, o acolhimento dos bebês, a menopausa.

Grupos Masculinos

(atuando na região sul, sudeste e centro-oeste do país):

Guerreiros do Coração – Grupos de homens, organizados em ciclos de desenvolvimento da consciência, na busca da inteireza do Ser. Atualmente são realizados quatro ciclos de desenvolvimento, num percurso de mais de sete anos de caminhada. A atuação destes grupos tem ocorrido nas regiões do RS, SC, PR, SP e DF.

* Programa H+ – Grupos de homens com mais de cinquenta anos. Através de palestras, retiros e grupos de ofício estes homens buscam novas perspectivas para que possam vivenciar, de forma inteira, sua segunda metade da vida.

* Jovens Guerreiros – programa destinado a jovens homens, de 7 a 14 anos, utilizando a metodologia dos Guerreiros do Coração, para que possam desenvolver saudavelmente sua masculinidade.

Grupo Misto

* Travessia Jaguar (em Porto Alegre/RS) – O Jaguar é um convite para que jovens de idade entre 15 e 20 anos, mulheres e homens, possam fazer esta travessia através de uma pedagogia iniciática desenvolvida com uma combinação de diferentes práticas transdisciplinares buscando aprofundar suas relações consigo, com os outros e com o meio ambiente.

Saiba mais no link Movimento Guardiães do Amanhã